Idéias

No Brasil, este aplicativo para smartphone detecta corrupção entre os políticos

É um fato: a corrupção é forte na esfera política no Brasil (para falar apenas do Brasil). Assim, iniciativas estão sendo criadas em todos os lugares para aumentar a conscientização sobre esse terrível flagelo e, especialmente, ajudar os eleitores a enxergar com mais clareza. Este é particularmente o caso "O Detector de Corrupção", um projeto surpreendente realizado pela agência cinza em nome da associação de consumidoresReclameAQUI.

"O Detector de Corrupção" é como um aplicativo de smartphone capaz de detectar políticas corruptas ao escanear seus rostos. O princípio é simples: basta que o usuário tire uma foto de uma política, ou simplesmente de um cartaz ou folheto de campanha.

Graças a uma tecnologia de reconhecimento facial desenvolvida porMicrosoft (que afirma ter uma taxa de precisão de 98%), o "Detector de Corrupção" Assim, analisaremos as diferentes características faciais de uma personalidade para identificá-la e ofereceremos ao usuário um cartão que lista suas convicções e testes em andamento ... que a pessoa provavelmente gostaria de esquecer.

Uma iniciativa surpreendente que tem feito muita conversa no Brasil, e por um bom motivo: foi iniciada por ocasião da Eleições presidenciais de 2018. Benefícios de nível, o aplicativo terá permitido a associaçãoReclameAQUI para tocar mais de 120 milhões de pessoas no mundo e gerou mais de 400.000 downloads orgânicos durante sua semana de postagem. Em particular, foi premiado Cannes Lions com o prestígio Grand Prix Mobile em junho de 2018. Infelizmente, não se preocupe em baixá-lo em nosso país porque não funciona com políticos franceses!

Finalmente, para a anedota, a iniciativa não é totalmente nova para ReclameAQUI. Fortemente comprometida com a corrupção na política, a associação já havia criado em 2017 um plug-in para o Google Chrome quem sublinha os nomes das figuras políticas acusado de corrupção.

Créditos: ReclameAQUI

Créditos: ReclameAQUI

Créditos: ReclameAQUI

Créditos: ReclameAQUI

Créditos: ReclameAQUI

Créditos: ReclameAQUI

Imaginado por: ReclameAQUI e Gray Brazil

Loading...